segunda-feira, 21 de julho de 2008

Amanhã é outro dia!


Alguém me consegue explicar a razão de eu não conseguir estar quando está tudo bem? Porque é que acabo por escolher o caminho mais sinuoso quando tenho a mais vasta planície à minha frente? Gostava de não ser tão complexo e tão cheio de paralelismos que se cruzam entre si! Queria conseguir aproveitar as oportunidades com paixão, e não apenas porque vou tentar novamente.
Sem me aperceber, aqui estou eu repetindo o mesmo enredo, outra personagem, outro sofrimento! Desta feita, um triângulo que não pretendo para a minha vida e que rapidamente terei de destruir, para uma vez mais surgir somente um vértice, sozinho! As razões podem ser as mais vastas. A culpa constante, o sentimento que parece não ser retribuído, as vontades e desejos incompatíveis. Uma panóplia de justificações que apenas me provam o óbvio, sou incapaz de querer o que tenho, e desejo sempre o que não possuo.
Uma vez mais, e outra tanta, aqui estou novamente em becos com saídas obstruídas. Em tráfegos parados num eterno que me esgota o vazio. Em relógios onde a pilha falhou e aguarda que a troquem. Sei o que tenho a fazer, mas tenho medo de perder! Não quero voltar à solidão de um passado que ainda hoje se faz presente, mas também não pretendo voltar a enganar um plural por recear despertar sem nada! Queria apenas conseguir… Conseguir acordar de manhã! E acho que podia começar por aí, e tudo o resto se encaixaria como nas matemáticas que vejo nos livros.
E digam-me que sou forte, um lutador, ou gladiador até, mas de que me vale tanta fortaleza se depois acabo sempre a chorar que nem uma criança abandonada? Já nada adianta quando a alma não se levanta. Por isso, assim me deito uma vez mais, enroscado nos lençóis desalinhados, de luz apagada e lua no rosto. Amanhã é outro dia…

1 comentário:

Scarlett Britney disse...

Que te hei-de dizer? compreendo na perfeição cada palavra saida de ti... o que dá luta e a conquista, uma vez conquistado passa à história, quando mais renegado mais prazer nos dá conquistar tal pessoa, mas no final, sabemos que voltaremos sempre ao mesmo capitulo... :( adoro-te bitch...