terça-feira, 12 de maio de 2009

Eurovision Song Contest 2009


E este ano aqui estamos para mais um espectáculo do Festival da Eurovisão. Esta semana concretiza-se a 54ª Edição na cidade de Moscovo, Rússia. Onde estaremos presentes na 1º Semifinal, hoje dia 12. Depois haverá a 2ª Semifinal na 5ªFeira dia 14 e a grande Final no sábado dia 16 de Maio. Como é sabido de todos, infelizmente este certame tem vindo a perder cada vez mais espectadores em terras de Camões. As causas podem ser as mais variadas, mas no topo está o facto de Portugal nunca ter ganho e a conclusão às vezes quase óbvia de que este não é um concurso justo mas sim trabalhado por interesses maiores e mesquinhos relacionados com politiquices da treta! E o resultado deste último factor verifica-se quase sempre na hora de se conhecer o vencedor de mais um ano. Como prova disso, esteve o ano passado com o enorme roubo que o nosso país recebeu. Levávamos uma das músicas favoritas do público nacional e europeu, e no entanto não ficamos aquém do 13º lugar na Final, apesar de na 2ªSemifinal termos obtido o 2ºlugar e termos sido os favoritos pela imprensa europeia. Mas pelo menos chegamos até lá, uma vez que agora o concurso se divide em duas semifinais de onde se selecciona dez países de cada, somando assim vinte finalistas aos cinco que têm entrada garantida à final (França, Espanha, Reino Unido e Alemanha, por serem os fundadores deste concurso e por serem também estes a patrocinar financeiramente, e o vencedor do ano anterior, este ano portanto, a Rússia). Mas como fã assíduo que sou, tento esquecer os acontecimentos negativos que envolvem este espectáculo e continuo a assistir anualmente, embora este ano tenha andado desgosto com a vitória dos Flor de Lis, com a música "Todas as Ruas do Amor". Bem sei que possui uma letra lindíssima, e que o arranjo musical compõe uma bonita harmonia, mas por favor, desde quando isto é música de festival? (Apesar de com o passar dos anos ter deixado de ser um festival da música ligeira, para ser invadido por diversos géneros diferentes). E o mais engraçado é esta vitória súbita dever-se a uma só pessoa, que à última da hora decidiu que seriam estes os vencedores, quando a favorita do público era Luciana Abreu com "Yes We Can". Tudo bem, podem não ser apreciadores desta menina, assim como eu, mas convenhamos que a música por ela defendida tinha muito mais hipóteses de vencer lá fora do que a balada da terriola da avó que se decidiu levar. A música de Luciana Abreu tinha diferentes sonoridades, tinha poder, ela tem boa voz, além de que a menina é bem boa e já estou a imaginar ela com um micro vestido a mostrar o corpinho e a arrasar a concorrência! E só porque tinha uma frase em inglês já não é digna de representar Portugal? Desde quando isso é razão para alguém não ir lá fora cantar por Portugal? Estou realmente e profundamente indignado com esta má decisão do senhor director da RTP. É caso para ter vergonha em si! E sim, podem dizer-me que estou a ter um pensamento fútil por apenas querer uma cara bonita a representar o nosso país, mas não se trata somente disso. A música "Yes We Can" era por si só a melhor que foi levada a concurso no Festival da Canção em Março deste ano, pois estava muito à altura de outras grandes canções que vão a concurso este ano! Mas mais uma vez fica o sonho adiado... Ou talvez não, não vá uma grande surpresa acontecer...

Os eleitos deste ano são portanto:

- Grécia,
- Bulgária,
- Reino Unido,
- Alemanha,
- Turquia,
- Ucrânia,
- Islândia,
- Espanha,
- Suécia,
- Portugal!

Let the magic begin!











Palco este ano.

1 comentário:

Samuel Pimenta disse...

Não concordo contigo, mas pronto.

=P